Afastamento por Depressão: Entenda seus Direitos e Como se Cuidar

A depressão é uma doença que afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Apesar de ser um problema de saúde mental cada vez mais comum, ainda há muito estigma e falta de compreensão em relação a ela. Isso pode levar a um grande número de afastamentos do trabalho por depressão, o que pode ter consequências graves para a saúde e a carreira de uma pessoa. Neste artigo, vamos falar sobre o que é o afastamento por depressão, como funciona e quais são seus direitos e como cuidar de si mesmo durante esse período difícil.

O que é o afastamento por depressão?

O afastamento por depressão é um direito previsto por lei para trabalhadores que sofrem de depressão e precisam se afastar do trabalho por um período para se recuperar. Esse direito é garantido pela legislação trabalhista brasileira, que reconhece a depressão como uma doença e prevê a concessão de auxílio-doença para os trabalhadores que precisam se afastar por esse motivo.

Como funciona o afastamento por depressão?

Para solicitar o afastamento por depressão, o trabalhador deve procurar um médico e obter um atestado médico que comprove a sua condição. Esse atestado deve ser apresentado à empresa, que irá encaminhar o trabalhador para a Previdência Social. Lá, será realizada uma avaliação médica para verificar se o trabalhador realmente precisa se afastar do trabalho por depressão e, em caso afirmativo, qual será o período de afastamento.

Durante o período de afastamento por depressão, o trabalhador não recebe o salário diretamente da empresa, mas sim do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), que paga o auxílio-doença. Esse auxílio corresponde a uma porcentagem do salário do trabalhador e pode ser pago por até 120 dias.

Quais são seus direitos durante o afastamento por depressão?

Durante o afastamento por depressão, o trabalhador tem direito a receber o auxílio-doença, que é pago pelo INSS. Além disso, ele tem direito à estabilidade no emprego por um período de 12 meses após o retorno ao trabalho. Isso significa que a empresa não pode demiti-lo sem justa causa nesse período.

Para garantir seus direitos durante o afastamento por depressão, é importante que o trabalhador mantenha contato com a empresa e informe regularmente sobre o seu estado de saúde e previsão de retorno ao trabalho. Além disso, é importante manter contato com o médico que o acompanha durante o tratamento e seguir suas orientações para garantir uma recuperação eficaz.

Como cuidar de si mesmo durante o afastamento por depressão?

O afastamento por depressão pode ser um período difícil e desafiador, mas também pode ser uma oportunidade para cuidar de si mesmo e buscar apoio para lidar com a doença. Algumas dicas para cuidar de si mesmo durante esse período incluem:

– Buscar tratamento médico adequado: A depressão é uma doença que requer tratamento médico adequado, que pode incluir medicamentos, terapia e outras abordagens. É importante seguir as orientações do médico e não interromper o tratamento sem orientação médica.

– Buscar apoio emocional: A depressão pode ser uma doença isolante, mas é importante buscar apoio emocional durante o afastamento por depressão. Isso pode incluir o apoio de familiares e amigos, grupos de apoio ou terapia.

– Cuidar da alimentação e da atividade física: A alimentação saudável e a atividade física regular podem ajudar a melhorar o humor e reduzir os sintomas da depressão. Durante o afastamento por depressão, é importante manter esses hábitos saudáveis.

– Buscar atividades prazerosas: A depressão pode levar à perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas. Durante o afastamento por depressão, é importante buscar atividades que tragam prazer e bem-estar, como hobbies, leitura ou música.

Conclusão

O afastamento por depressão é um direito previsto por lei para trabalhadores que sofrem de depressão e precisam se afastar do trabalho por um período para se recuperar. Durante esse período, é importante cuidar de si mesmo e buscar apoio emocional, além de seguir as orientações do médico para garantir uma recuperação eficaz. Se você está enfrentando a depressão, lembre-se de que não está sozinho e de que há ajuda disponível para você.

Tags: No tags

Comments are closed.