Câncer de esôfago em estágio avançado: conheça os sintomas e tratamentos

O câncer de esôfago é uma doença que afeta o órgão responsável por conduzir os alimentos da boca até o estômago. Quando diagnosticado em estágio avançado, o câncer de esôfago pode ser bastante agressivo e apresentar sintomas que afetam a qualidade de vida do paciente. Neste artigo, abordaremos os principais sintomas do câncer de esôfago em estágio avançado e as opções de tratamento disponíveis.

Sintomas do câncer de esôfago em estágio avançado

Os sintomas do câncer de esôfago em estágio avançado podem variar de acordo com a localização e extensão do tumor. No entanto, alguns sintomas são comuns e merecem atenção. São eles:

– Dificuldade para engolir: é um dos sintomas mais comuns do câncer de esôfago em qualquer estágio, mas em estágios mais avançados pode se tornar mais intenso e persistente. O paciente pode sentir como se a comida estivesse parada no meio do caminho, e a sensação pode ser acompanhada de dor ou desconforto.

– Perda de peso involuntária: a dificuldade para engolir pode levar o paciente a evitar alimentos sólidos, o que pode resultar em perda de peso.

– Dor no peito: o tumor pode causar dor no peito, que pode ser confundida com dor cardíaca. A dor pode ser intensa e se estender para o braço esquerdo.

– Vômitos: o acúmulo de alimentos no esôfago pode levar a episódios de vômitos frequentes.

– Tosse: quando o tumor se estende até a traqueia, pode causar tosse persistente e rouquidão.

– Sangramento: em estágios avançados, o tumor pode causar sangramento, que pode ser notado na saliva ou nas fezes.

Tratamentos para o câncer de esôfago em estágio avançado

Os tratamentos para o câncer de esôfago em estágio avançado dependem da extensão do tumor e da condição geral do paciente. Algumas opções são:

– Cirurgia: a remoção do tumor é a principal forma de tratamento do câncer de esôfago em estágio avançado. A cirurgia pode ser realizada por meio de incisões no abdômen (esofagectomia abdominal) ou no tórax (esofagectomia torácica).

– Radioterapia: a radiação é usada para destruir as células cancerosas ou reduzir o tamanho do tumor. Pode ser usada antes ou após a cirurgia.

– Quimioterapia: a quimioterapia é usada para destruir as células cancerosas em todo o corpo. Pode ser usada em combinação com a radioterapia ou como tratamento isolado.

– Terapias-alvo: são medicamentos que atuam em proteínas específicas que estão envolvidas no crescimento das células cancerosas. Podem ser usados em combinação com outros tratamentos.

Conclusão

O câncer de esôfago em estágio avançado pode apresentar sintomas que afetam a qualidade de vida do paciente. Por isso, é importante estar atento aos sinais e procurar ajuda médica ao menor sinal de desconforto. O tratamento depende da extensão do tumor e da condição geral do paciente, mas existem diversas opções disponíveis, como cirurgia, radioterapia, quimioterapia e terapias-alvo. O importante é não desistir e buscar o melhor tratamento com a ajuda de um médico especializado.

Tags: No tags

Comments are closed.