Câncer de mama grau 2: entenda o que é e como aumentar a sobrevida

O câncer de mama é uma das doenças mais prevalentes entre as mulheres em todo o mundo. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), somente no Brasil, estima-se que ocorram cerca de 66 mil novos casos por ano. Quando diagnosticado precocemente, as chances de cura são significativamente maiores. Mas, afinal, o que é o câncer de mama grau 2 e como aumentar a sobrevida?

O que é câncer de mama grau 2?

O câncer de mama é uma doença que se desenvolve a partir de células mamárias que se proliferam de forma desordenada. O grau do câncer de mama indica o quão agressivo é o tumor. O câncer de mama grau 2 é um tipo de tumor que apresenta um crescimento intermediário, ou seja, não é tão agressivo quanto o grau 3, mas também não é tão indolente quanto o grau 1.

A classificação do grau é feita com base em uma análise microscópica das células tumorais. São avaliados critérios como o tamanho e a forma das células, a quantidade de núcleos e a presença de mitoses (divisões celulares). Quanto mais alterações forem encontradas, maior será o grau do tumor.

Sintomas e diagnóstico do câncer de mama grau 2

O câncer de mama grau 2 pode se manifestar de diversas formas. Algumas mulheres podem notar um nódulo na mama ou na axila, outras podem ter alterações na pele ou no mamilo, e ainda há aquelas que apresentam secreção pelo mamilo. No entanto, em muitos casos, o câncer de mama não apresenta sintomas, o que torna ainda mais importante o acompanhamento médico regular.

O diagnóstico do câncer de mama geralmente é feito a partir de uma mamografia, que é um exame de imagem capaz de detectar lesões ainda não palpáveis. Em alguns casos, pode ser necessário realizar uma biópsia, que consiste na retirada de uma amostra do tecido para análise.

Tratamento do câncer de mama grau 2

O tratamento do câncer de mama grau 2 varia de acordo com o estágio da doença e com as características do tumor. Em geral, são utilizados métodos como cirurgia, radioterapia, quimioterapia e terapia hormonal.

A cirurgia pode ser realizada para remover todo o tumor ou apenas uma parte dele. Em alguns casos, é necessário retirar também os gânglios linfáticos da axila para avaliar se o câncer se espalhou para outras regiões do corpo.

A radioterapia é um tratamento que utiliza radiação para destruir as células cancerígenas. Já a quimioterapia é uma terapia sistêmica, que atua em todo o corpo para eliminar as células do câncer. A terapia hormonal é indicada quando o câncer é sensível a hormônios, como o estrogênio.

Sobrevida no câncer de mama grau 2

A sobrevida no câncer de mama grau 2 depende de diversos fatores, como o estágio da doença no momento do diagnóstico, as características do tumor e a idade e condição de saúde da paciente. Em geral, quanto mais cedo o câncer for diagnosticado e tratado, maiores são as chances de cura.

Segundo dados do INCA, a sobrevida média em cinco anos para o câncer de mama grau 2 é de cerca de 80%. No entanto, é importante lembrar que cada caso é único e que a sobrevida pode variar de acordo com as particularidades de cada paciente.

Prevenção e cuidados com a saúde

A prevenção do câncer de mama é fundamental para aumentar as chances de detecção precoce e, consequentemente, a sobrevida. Algumas medidas que podem ser adotadas incluem:

– Realizar o autoexame das mamas mensalmente;
– Realizar mamografias regularmente a partir dos 40 anos (ou antes, em casos de histórico familiar de câncer de mama);
– Manter uma alimentação saudável e equilibrada;
– Praticar atividades físicas regularmente;
– Evitar o consumo de álcool e tabaco.

Além disso, é fundamental manter o acompanhamento médico regular e estar atenta a qualquer alteração nas mamas.

Conclusão

O câncer de mama grau 2 é um tipo de tumor intermediário em termos de agressividade. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para aumentar as chances de sobrevida. É importante adotar medidas de prevenção e cuidados com a saúde, como o autoexame das mamas, a realização de mamografias regularmente e a manutenção de um estilo de vida saudável. Lembre-se sempre de consultar um médico em caso de suspeita de câncer de mama ou qualquer outra doença.

Tags: No tags

Comments are closed.