Câncer de Pele Não Melanoma: Sintomas, Causas e Prevenção

O câncer de pele não melanoma é o tipo mais comum de câncer de pele, responsável por cerca de 80% dos casos. Embora seja menos agressivo que o melanoma, essa doença ainda pode ser perigosa se não for tratada precocemente. Neste artigo, vamos discutir tudo o que você precisa saber sobre o câncer de pele não melanoma, incluindo seus sintomas, causas e prevenção.

O que é câncer de pele não melanoma?

O câncer de pele não melanoma é um tipo de câncer que se desenvolve nas camadas superficiais da pele. Ele geralmente aparece como uma lesão ou ferida que não cicatriza e pode sangrar, crostar ou coçar. Existem dois tipos principais de câncer de pele não melanoma: carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular.

O carcinoma basocelular é o tipo mais comum de câncer de pele não melanoma. Ele se desenvolve nas células basais da pele e geralmente aparece como uma lesão brilhante ou perolada, que pode ter vasos sanguíneos visíveis. Esse tipo de câncer de pele raramente se espalha para outras partes do corpo, mas pode causar danos significativos se não for tratado.

O carcinoma espinocelular é menos comum que o carcinoma basocelular, mas ainda é um tipo de câncer de pele não melanoma. Ele se desenvolve nas células escamosas da pele e geralmente aparece como uma lesão escamosa ou crostosa, que pode sangrar facilmente. Esse tipo de câncer de pele pode se espalhar para outras partes do corpo se não for tratado precocemente.

Quais são os sintomas do câncer de pele não melanoma?

Os sintomas do câncer de pele não melanoma podem variar dependendo do tipo de câncer e da localização da lesão. No entanto, alguns sinais comuns a serem observados incluem:

– Lesão ou ferida que não cicatriza e pode sangrar, crostar ou coçar
– Lesão brilhante ou perolada (carcinoma basocelular)
– Lesão escamosa ou crostosa (carcinoma espinocelular)
– Lesão com vasos sanguíneos visíveis (carcinoma basocelular)
– Lesão que cresce rapidamente ou muda de cor ou forma

Se você notar qualquer lesão ou ferida que não cicatriza ou apresenta algum dos sintomas acima, é importante consultar um dermatologista para avaliação.

Quais são as causas do câncer de pele não melanoma?

A principal causa do câncer de pele não melanoma é a exposição excessiva à radiação ultravioleta (UV) do sol. A exposição ao sol pode danificar as células da pele e levar ao crescimento anormal, resultando em câncer de pele. Além da exposição ao sol, outros fatores de risco para o câncer de pele não melanoma incluem:

– Pele clara
– Histórico familiar de câncer de pele
– Cicatrizes na pele
– Imunossupressão
– Exposição a produtos químicos ou radiação

Como prevenir o câncer de pele não melanoma?

A prevenção do câncer de pele não melanoma envolve a redução da exposição ao sol e o uso de medidas de proteção solar. Algumas dicas para prevenir o câncer de pele não melanoma incluem:

– Use protetor solar com fator de proteção solar (FPS) 30 ou superior diariamente
– Use roupas protetoras, como chapéus de aba larga e camisas de manga comprida
– Evite o sol entre as 10h e as 16h, quando a radiação UV é mais forte
– Evite o uso de câmaras de bronzeamento artificial
– Faça exames regulares da pele com um dermatologista

Como é tratado o câncer de pele não melanoma?

O tratamento do câncer de pele não melanoma depende do tipo e estágio do câncer. Algumas opções de tratamento incluem:

– Cirurgia para remover a lesão ou ferida
– Crioterapia para congelar as células cancerosas
– Terapia fotodinâmica para destruir as células cancerosas com luz
– Quimioterapia tópica para matar as células cancerosas com medicamentos

Se o câncer de pele não melanoma se espalhar para outras partes do corpo, pode ser necessário tratamento adicional, como radioterapia ou quimioterapia sistêmica.

Conclusão

O câncer de pele não melanoma é um tipo comum de câncer de pele que pode ser perigoso se não for tratado precocemente. É importante estar atento aos sintomas e consultar um dermatologista para avaliação. A prevenção do câncer de pele não melanoma envolve a redução da exposição ao sol e o uso de medidas de proteção solar. Se você já foi diagnosticado com câncer de pele não melanoma, o tratamento dependerá do tipo e estágio do câncer. Com um diagnóstico precoce e tratamento adequado, a maioria dos casos de câncer de pele não melanoma pode ser curada com sucesso.

Tags: No tags

Comments are closed.